História do Jardim-de-Infância

O Jardim-de-infância “Escola do Povo das Mercês“, situa-se na Avenida da Bela Vista, freguesia de Rio de Mouro no Concelho de Sintra.

Por volta do ano de 1975, a carência de uma Instituição do género na nossa Freguesia, era de uma necessidade absoluta em virtude de até ao momento existir unicamente uma escola de ensino básico, cujas instalações funcionavam numa loja perto dos correios da localidade.

Tudo começou quando um grupo de moradores sensíveis à necessidade imperativa que era a de arranjar instalações para pôr em marcha um plano que fosse de encontro à realização de um “sonho” tornado realidade, conseguiram tal facto com uma estratégia arrojada ocupar uma residência que se encontrava devoluta e dentro dos tramites legais para a época ativar a dita residência, informando a população do que se estava a passar e também do propósito de tal ação, será lógico mencionar que grande parte da população aderiu ao projeto com entusiasmo, disponibilizando alguns artigos para a “Instituição”, que começava nesse dia, 5 de Abril de 1975 a dar os primeiros passos, em conjunto com a Escola do Povo das Mercês básica que outrora e como já mencionamos carecia também de instalações dignas.

O jardim-de-infância começou a sua atividade como um género de instituição de caridade, pois as crianças não pagavam mensalidade assim como o pessoal encarregado da funcionalidade da instituição também não recebiam qualquer tipo de remuneração. Devido a uma ausência de estratégia inicial ao projeto que começava a despontar, as crianças no período da hora de almoço tinham que ir fazer as refeições a casa, voltando em seguida para o jardim-de-infância onde se descontraíam de tarde com brincadeiras até chegar a hora de voltarem para casa. Só passado um ano é que as crianças começaram a pagar uma mensalidade no valor de 150$00, isto deveu-se ao facto de se começar a fazer às necessidades existentes. É nessa altura que o jardim-de-infância começa a receber um subsídio para pagar ao pessoal docente: 2 educadoras de infância do Centro Regional de Segurança Social, quanto ao pessoal auxiliar recebia o restante que sobrasse após honradas as despesas mensais.

Assim o jardim-de-infância funcionou nestas condições durante 6 anos, com 40 crianças, altura em que celebrou os Estatutos no dia 6 de Abril de 1981, a partir desta data o Centro regional começou a enviar um subsídio por criança e as nossas condições começaram a melhorar.

Em 1 de Outubro de 1987 o jardim-de-infância mudou-se para as actuais instalações, nas quais se verificou melhores condições de trabalho e de espaço. Estas instalações foram mandadas construir pelo jardim-de-infância “ Escola do Povo das Mercês “, subsidiadas pelo Centro Regional de Segurança Social de Lisboa em terreno cedido pela Câmara Municipal de Sintra.

Devido ao trabalho de qualidade que os profissionais desta instituição desenvolvem no seu dia-a-dia, a procura por parte da população local é de tal ordem que em 1998 a Direcção do jardim-de-infância para satisfazer as necessidades em causa, candidatou-se ao Programa de Desenvolvimento e Expansão da Educação Pré – Escolar do Ministério de Educação, concurso esse que a nossa instituição ganhou, por este motivo as instalações anexas às existentes foram ampliadas com mais 6 salas para o pré – escolar.

Após o termines das obras em questão, no dia 17 de Novembro de 2003 a nossa instituição abriu as portas do novo espaço infantil. Espaço este que ficou com uma capacidade total de 30 crianças de 2 anos consideradas ainda creche e de 142 crianças em idade pré – escolar com idades compreendidas entre os 3 e os 6 anos.

Pensamos assim estar em condições de dar uma resposta adequada não só às necessidades das crianças, como também às necessidades da população das freguesias onde estamos inseridos.